Listando a categoria

Ginástica

Beleza, Bem-Estar, Comportamento, Ginástica

Conheça 10 curiosidades sobre o STRONG by Zumba®

Você já ouviu falar em STRONG by Zumba*? A modalidade que invadiu as academias no Brasil tem um nome familiar a uma aula de ritmo, mas não é. São 55 minutos de utilização do peso do corpo para realizar exercícios pliométricos (saltos) e explosivos, que tonificam os músculos de todo o corpo, além de realizar um trabalho cardiorrespiratório. Conheça as curiosidades sobre a nova opção na rotina fitness, por Giuliano Cangiani, Master Trainer da modalidade:

  1. Não é uma aula de DANÇA! Apesar de ter a Zumba em seu nome – por ser da mesma empresa – o STRONG by Zumba* é uma aula funcional, em um formato totalmente diferente.
  2. A música é perfeitamente sincronizada com os movimentos. É a única aula de fitness em que a música é elaborada por engenharia reversa, para corresponder a cada movimento. A sincronia de cada som com cada exercício tem o papel de manter a pessoa motivada a seguir o ritmo da aula e ampliar seus limites. “Estudos mostram que a movimentação em sincronia com a música permite que o corpo use a energia de forma mais eficiente e que a música possa distrair as pessoas da dor e da fadiga, elevar o humor, aumentar a resistência e até mesmo promover a eficiência metabólica”, explica Cangiani.
  3. Suor garantido. A aula é dividida em 4 quadrantes, que duram de 8 a 12 minutos. Entre eles existe uma recarga de 30 a 90 segundos, quando o aluno recupera o fôlego.
  4. E a queima continua… Após a aula, ocorre o efeito EPOC, quando o organismo continua queimando calorias após a aula, por conta da alta intensidade. “Pesquisas concluíram que independente de idade, sexo ou nível de condicionamento físico, os exercícios HIIT, como o STRONG By Zumba*, podem aumentar a resposta ao treinamento fisiológico e resultar em maior queima calórica, aumentando a capacidade do organismo de queimar calorias, mesmo após o treino”.
  5. Barriga tanquinho. No final da aula, o aluno executa exercícios abdominais e para toda região do core, músculos importantes e responsáveis pela sustentação da coluna.
  6. Bom para a mente. Além de fazer a manutenção do corpo, a aula também promove a melhora da coordenação motora, aumento da agilidade, da força, da resistência aeróbia e o combate ao stress com músicas que motivam o aluno durante todo o treino (mas não, não é Zumba).
  7. Também tem movimentos de luta! Para os fãs de artes marciais, a aula contempla movimentos de kickboxing, movimentos isométricos intercalados com movimentos pliométricos e movimentos explosivos, como levantamento de joelhos, burpees, entre outros.
  8. Novo shape em 28 dias? Uma das propostas do STRONG by Zumba* é o desafio SBZ 28 DIAS, no qual o praticante da modalidade já pode notar diferenças no corpo após esse período. “Se o aluno fizer as aulas, no mínimo 3 vezes por semana, já poderá sentir os efeitos positivos. É importante, claro, aliar a prática a hábitos alimentares saudáveis”.
  9. É uma tendência. O American College of Sports Medicine (ACSM) entrevistou mais de 4.000 profissionais do universo fitness e o resultado foi que o Treinamento de Intervalo de Alta Intensidade (HIIT) é a tendência mais popular em condicionamento físico neste ano. Além disso, o treinamento em grupo é outra tendência, pois é eficaz para pessoas com diferentes níveis de aptidão, com instrutores que utilizam técnicas de liderança para ajudar os alunos a atingirem os objetivos de fitness.
  10. É para todo mundo! Apesar da alta intensidade, todos podem praticar a modalidade. “O professor adapta a aula conforme o condicionamento de cada aluno, para que ele consiga fazer a aula toda e, assim, se superar seus próprios limites”.

Crédito da imagem: Divulgação

Beijos + Beijos

Bem-Estar, Comportamento, Ginástica

Por que não devemos treinar 7 dias por semana

É muito comum a gente se empolgar com a atividade física e acabamos cometendo exageros. Eu sou dessas! Mas devemos ter em mente que o descanso do corpo é tão importante quanto ter periodicidade no treino.

Se engana quem pensa que vai obter mais resultado ou alcançar o objetivo mais rapidamente se realizar atividade física nos 7 dias da semana e até mais de uma vez ao dia. De acordo com o professor da Bio Ritmo, Willian Carmo, “é fundamental deixar de treinar por pelo menos uma vez na semana para que o corpo passe pelo processo fisiológico de recuperação, chamado de anabolismo, e então tenha um melhor desempenho físico nos próximos exercícios”.

O profissional explica que se exercitar por 7 dias seguidos pode desencadear o overtraining, ou seja, o estresse e fadiga muscular. “É nesse momento que o corpo entra em regressão de desempenho, quando o músculo ao invés de crescer, vai sofrer pelo excesso de treino, e o risco de lesões é muito alto”, comenta. Além disso, a pessoa que não descansou o corpo, não conseguirá obter o seu desempenho máximo em todos os treinos, já que os seus músculos e articulações estarão cansados.

Para quem deseja ganhar massa muscular, o descanso é essencial, pois é quando irá ocorrer o processo de hipertrofia, ou seja, quando o músculo irá aumentar. “A hipertrofia não acontece durante a musculação. Nesse momento o músculo está sendo estimulado para ser tonificado e crescer nas horas seguintes após o treino”, explica o profissional da Bio Ritmo.

Normalmente, o tempo de descanso para a recuperação do corpo varia de 24 a 36 horas, dependendo da intensidade do treino. Para quem busca o emagrecimento, a recuperação também é importante. “É interessante intercalar o treino cardiovascular com o de musculação, realizando um a cada dia, assim a possibilidade de melhorar o desempenho será mais progressiva e segura”, explica o educador físico.

Força na peruca e nada de exageros.

Beijos + Beijos

Bem-Estar, Dieta, Ginástica

Cinco motivos para não desistir da academia nas férias

É muito comum as pessoas pararem de praticar atividade física no período em que estão de férias, devido à mudança de rotina ou viagens. Eu já  faltei muito de duas semanas pra cá. Mas parar de treinar, além de manter o seu corpo sedentário nas semanas de descanso, faz com que parte dos resultados já alcançados seja perdida, então força, galera.

Para que a gente não desanime ainda mais, o professor da Smart Fit, Tony Frota Batista, recomenda manter a prática de exercícios físicos, que mesmo em menor frequência, será muito benéfica ao corpo. O professor listou cinco motivos para você se animar e não ficar parado no período de férias. Confira:

1. Manter o corpo em movimento nas férias faz com que o reinício dos seus treinos regulares, após o período de descanso, seja muito mais fácil. O seu corpo terá mais disposição para voltar com força total, já que não parou de se exercitar.

2. Quebrar o ritmo de atividade física nas férias pode fazer com que você perca gradualmente os resultados que alcançou. Ou seja, perda de massa muscular, aumento de gordura corporal, diminuição de força, resistência cardiovascular, etc. Esse é um dos principais motivos para continuar treinando, mesmo que em intensidade reduzida.

3. Nas férias você tem a possibilidade de experimentar novos horários para treinar, desta forma consegue fazer atividades diferentes, que não tenha praticado antes, ou que talvez não tenha tempo. Além de sair um pouco da rotina, o que é sempre bom para o corpo e a mente.

4. Com a quebra no treino aeróbico, o corpo passa por uma reversão total ou parcial de adaptações psicofisiológicas, ou seja, interromper o treino por duas ou quatro semanas, acarretará em aumento da frequência cardíaca, perda de flexibilidade e diminuição do volume de sangue bombeado pelo corpo.

5. A prática de atividade física libera o hormônio serotonina e endorfina, responsável pela sensação de bem-estar e felicidade. Desta forma, interromper o treino pode causar diminuição da sensação de bem-estar, do humor e autoestima.

Com esses motivos não tem desculpa para não treinar. Libere a dose diária de endorfina e sinta-se melhor ainda nas suas férias!

Beijos + Beijos